O hábito de comer doces

É muito comum encontrarmos relatos de que após o almoço bate aquela vontade incontrolável de comer um docinho, essa vontade é porque a glicose da uma sensação de prazer e felicidade aliviando o estresse. Após ingerir carboidratos simples ocorre um pico de insulina, logo vem àquela sensação de energia e posteriormente a fome volta, e ai que o individuo tem que resistir para não comer mais açúcar, comumente esse ciclo se torna vicioso e quando se percebe já está consumindo quantidades muito grandes desse macronutriente, causando aumento de peso e até doenças crônicas.




Também há casos de pessoas que consomem doces por motivos emocionais, nesse caso é necessário que o indivíduo descubra qual o motivo que leva ele a recorrer a essa atitude e corrija praticando outras atividades. Muitas pessoas dizem que ao comer doce sentem vontade de comer mais e mais, isso acontece porque esse alimento traz sensação de prazer e nosso cérebro memoriza essa sensação causando um ciclo de busca e obtenção de prazer através de alimentos fazendo com que aos poucos o hábito de se alimentar mal se torne frequente. Refrigerantes, carboidratos simples em geral causam esse vício. O ciclo de recompensa também acontece quando você conquista alguma coisa e quer comer um doce para “comemorar”. Em ambos os casos é necessário fazer com que as pessoas encontrem uma boa e nova recompensa para o seu gatilho, ter força de vontade e aos poucos ir diminuindo a quantidade de açúcar ingerido.


Para quem quer se livrar desse vicio uma dica importante é começar aos poucos fazendo substituições, ou seja, bateu aquela vontade de comer um chocolate troque pelo chocolate meio amargo, substitua o sorvete por sorvete de frutas, prefira bolos integrais ricos em fibras. Beber bastante água, aumentar o consumo de frutas e organizar suas refeições também são técnicas para quem busca diminuir nos doces, o importante é que aos poucos seja eliminado quase todo ou todo o açúcar da dieta, buscando adaptar o paladar para o gosto real dos alimentos sem adições de açúcares. É essencial a prática de atividade física, ela libera hormônios do bem-estar como endorfina fazendo com que diminua a vontade por carboidratos simples, além de auxiliar na ansiedade no estresse melhorando o humor.

Nutricionista Esportiva Isabelle Zanoni nutrição wellness
Nutricionista Esportiva graduada pelo Centro Universitário São Camilo com extensão em Home Care e Neurobiologia da Ingestão de Alimentos, especialista na área de Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
Certificada em Advanced Nutrition Specialist pela IFBB Academy.
Palestrante em diversos eventos e docente do curso técnico do Hospital Israelita Albert Einstein.
Dra. Isabelle Zanoni
Arquivo
Tag Cloud
Dra. Isabelle Zanoni :: Nutricionista Esportiva : Perdizes/SP