Atendimento Dra. Isabelle Zanoni

Siga a Dra. Isabelle Zanoni

Instagram Dra. Isabelle Zanoni
Facebook Isabelle Zanoni

Todos os direitos reservados.

Ficou mais fácil ficar saudável!

Pague suas consultas com

Periodização de nutrientes no esporte

26/11/2018

         O termo periodização nutricional é utilizado para descrever mudanças na ingestão nutricional em resposta a determinados períodos ou tipos de treinamento .É comum o atleta ou o paciente periodizar seu treinamento conforme seu objetivo, que em certo momento pode estar voltado para uma perda de peso e em outro para recuperação muscular e melhora do rendimento – tem ainda aqueles que querem os 3 de uma vez só. Então por que também não periodizar o planejamento dietético? 

           A prática de exercícios físicos proporciona diversos benefícios, para a saúde e qualidade de vida. No esporte de alto rendimento nem sempre representa sinônimo de equilíbrio no organismo. As alterações ocorridas no organismo pelo esforço exacerbado dos atletas podem leva-los ao limite da saúde e da doença, para isso precisa de uma periodização e compensação nutricional adequada para que esse atleta não fique doente e alcance seu potencial máximo durante os eventos esportivos. 

            A periodização nutricional é uma estratégia utilizada para atletas, na qual depende do tipo e da intensidade do treinamento, rotina alimentar e objetivo do esporte. Alguns estudos apontam algumas estratégias utilizadas durantes seus treinamentos: é o método “training low”, fundamentado pelo treinamento com baixa disponibilidade de carboidratos, com redução do glicogênio muscular, hepático e durante o exercício. O principal objetivo para esse método é o aumento da expressão gênica a partir de adaptações do treinamento, alterando determinados fenótipos e proporcionando melhor desempenho esportivo.

       Outra estratégia utilizada é o chamado “training high”, relacionado ao treino com grande disponibilidade de carboidratos. Seu objetivo é adequar os estoques de glicogênio muscular e hepático para o treinamento, uma vez que o carboidrato acaba sendo o substrato mais eficaz para manter a qualidade do exercício de endurance e redução dos sintomas de fadiga. Esses estudos foram realizados com ciclistas.

 

Você sabia que um fator importante de se treinar e periodizar seria o trato gastrointestinal (TGI)?

 

          Pois desempenha papel na absorção de carboidratos e entrega durante o exercício prolongado, sendo, portanto, um grande determinante do desempenho esportivo. Estudos científicos apontam que o TGI é altamente adaptável. A alimentação tem um impacto na capacidade do intestino para absorver nutrientes, sendo que adieta com alto teor de carboidratos é capaz de aumentar a densidade dos transportadores de glicose no intestino, permitindo maior absorção desse nutriente e oxidação durante o exercício. Precisa desenvolver a microbiota intestinal do atleta, no intuito de distribuir os nutrientes de forma certa, principalmente os carboidratos para evitar queda do desempenho esportivo, e problemas durante o evento esportivo.

            O profissional capacitado para tal feito é o nutricionista capacitado, para periodizar cada faze de treinamento e modalidade esportiva, afim de nutrir e desempenhar um papel de extrema importância no desenvolvimento do atleta durante seus treinos e em suas competições.

 

 

 

Referencias bibliográficas

 

BURKE, L. Fueling strategies to optimize performance: training high or training low? Scand J Med Sci Sports, v. 20, suppl. 2, p. 48-58, oct. 2010.

 

SMITH, J.W. et al. Fuel selection and cycling endurance performance with ingestion of [13C] glucose: evidence for a carbohydrate dose response. J Appl Physiol., v. 108, n. 6, p. 1520-9, jun. 2010.

 

EUKENDRUP, A. Training the Gut for Athletes. Sports Med., v. 47, suppl. 1, p. 101-110, mar. 2017.

 

 

 

Please reload

Tag Cloud
Please reload

Arquivo