Atendimento Dra. Isabelle Zanoni

Siga a Dra. Isabelle Zanoni

Instagram Dra. Isabelle Zanoni
Facebook Isabelle Zanoni

Todos os direitos reservados.

Ficou mais fácil ficar saudável!

Pague suas consultas com

Intolerância x alergia: Qual a diferença entre eles?

25/06/2018

            As definições de alergia e intolerância alimentar são frequentemente confundidas entre si, apesar de possuírem causas e tratamentos diferentes. A alergia é uma reação do sistema imune à algo que ele julga estranho ao organismo, enquanto a intolerância é caracterizada por uma dificuldade do organismo na hora de digerir algum alimento. Vamos entender melhor:

 

Alergia Alimentar:

            Reação do nosso sistema imunológico ao entrar em contato com algum alérgeno. O alérgeno é algo que não é aceito pelo seu organismo como, por exemplo, ácaros, pólens, pelos de animais, etc. A alergia alimentar se refere à alimentos considerados alérgenos pelo nosso corpo. Um dos exemplos, é o leite de vaca. É muito comum, principalmente na infância, a presença da alergia a proteína do leite de vaca (APLV), ou seja, caseína, alfalactoalbumina e beta-lactoglobulina.

            Quando um indivíduo que possui APLV ingere a proteína do leite, o seu sistema imune produz anticorpos do tipo IgE para tentar combate-las. Para detectar a presença de alergia, basta medir esse anticorpo através de exames de sangue ou testes alérgicos. Em geral, os sintomas ocorrem logo após a ingestão do alimento, mesmo em quantidades mínimas, e podem envolver diversos órgãos e sistemas como: tubo digestivo (cólicas, vômitos, diarreia, sangramento nas fezes); pele (urticária); sistema respiratório (chiado no peito); e até mais graves como edema de glote e choque anafilático (queda da pressão com perda da consciência), além de sintomas gerais como dificuldade no ganho de peso e de crescimento.

            O tratamento ideal se baseia na exclusão do alimento envolvido e seus derivados da dieta alimentar, o que leva à resolução dos sintomas.

 

Intolerância Alimentar:

           Definida como uma dificuldade do organismo no processo de digestão de determinado alimento, geralmente por falta de alguma substância relevante, como por exemplo, as enzimas digestivas.

No caso do leite de vaca, o principal responsável pelos casos de intolerância é a lactose. A intolerância ocorre devido à ausência total ou parcial da lactase, enzima responsável pela sua digestão. Os sintomas são exclusivamente gastrointestinais (gases, diarreia, cólica, dor abdominal) e podem ocorrer em minutos ou horas após a ingestão do alimento.

         Em geral, as pessoas costumam possuir intolerâncias à lactose, glúten, crustáceos, chocolate e alimentos com conservantes e corantes. A maneira de prevenir a intolerância é deixar de ingerir o alimento de forma contínua. É necessário que haja um remanejamento dos hábitos alimentares para diminuir a incidência dos desconfortos provocados pela intolerância alimentar.

              Diferentemente da alergia, o aparecimento dos sintomas normalmente é dependente da quantidade do alimento ingerida, e geralmente não é necessária a exclusão total do alimento em questão. Muitos indivíduos toleram inclusive a ingestão de derivados (laticínios, iogurtes etc.) que contêm menos lactose que o leite em si.

 

Entendeu a diferença?

Diferenciar a alergia alimentar da intolerância é fundamental para que pacientes e seus familiares não sejam expostos a dietas restritivas sem necessidade, que muitas vezes implicam também em restrições socioeconômicas e de qualidade de vida. Na presença de sintomas relacionados à ingestão de alimentos, uma consulta médica é muito importante para o diagnóstico e tratamento adequado.

 

Referencias bibliográficas

TOMÉI, Maria Cristina da Mota. Lactose: Intolerância, Alergia e Rotulagem de Alimentos. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 1. Vol. 9. pp 99-110, dezembro de 2016. ISSN:2448-0959

DANTAS, Gabriela Cabral da Silva. "Intolerância Alimentar"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/saude/intolerancia-alimentar.htm>. Acesso em 18 de marco de 2018.

Please reload

Tag Cloud
Please reload

Arquivo