Inverno e sistema imune: o que a nutrição tem a ver?


Este é um tema bastante polêmico, mas já respondo logo de cara: TUDO! No inverno, as pessoas tendem a manter os ambientes mais fechados e com isto, aumenta-se o risco de contrair gripes e resfriados, além de consumirem alimentos mais gordurosos e ficarem com mais "preguiça", diminuindo também a prática de exercícios. Com o tempo mais seco, as crises de bronquite também aumentam juntamente com o aumento de poluentes que ficam no ar. Já no verão, as doenças mais comuns de se manifestarem são relacionadas à bactérias e fungos: (otite, conjuntivite, micose, intoxicação alimentar) e não podemos esquecer da desidratação!

E quando moramos em uma cidade (por exemplo, São Paulo) em que temos todas as estações do ano em um único dia? O que você faz para manter o seu sistema imunológico sempre alerta? É bom tratar bem dele, pois é ele que te protege dia e noite de todas essas doenças, das bactérias do ar condicionado e muito mais.

Você pode começar com pequenos atos para dar uma ajuda para seu corpo se livrar de todas as bactérias que podem quebrar teu equilíbrio. E não estou falando para você comer uma cabeça de alho logo ao acordar ou tomar aquele comprimido de vitamina C que só é lembrado na hora do espirro!

De fato, o alho tem sim essa propriedade por conta de seus compostos da base de enxofre assim como a vitamina c pode prevenir e diminuir os níveis de estresse celular e com isso, a hipótese de deixar menos “trabalho” para seu sistema imunológico. Enfim, de uma forma bem geral, algumas atitudes simples podem ser incluídas no seu dia-a-dia para fortalecer seu sistema imune, antes que ele tenha que trabalhar:

1) Mantenha uma dieta e peso equilibrados;

2) Não se esqueça de se hidratar com água (bebidas gaseificadas não contam!);

3) Balanceie o consumo de ômega-3 (peixes de água fria) e ômega-6 (óleos vegetais);

4) Consuma frutas, legumes e vegetais a fim de se ingerir todas as vitaminas e minerais necessárias para o bom funcionamento do corpo. Assim, essas substâncias ficam em boa quantidade para todos os sistemas do corpo. Algumas dessas substâncias tem mais interferência no sistema imune: zinco (carnes, peixes, cereais), betacaroteno (alimentos alaranjados), vitamina C (frutas cítricas), polifenóis (chás, soja), ferro (carnes, folhas verdes escuras), probióticos (lactobacilos e bifidobactérias), vitamina E (oleaginosas, gérmem de trigo), selênio (castanha do Pará) e gengibre;

5) Lave bem as mãos antes de se alimentar;

6) Mantenha a rotina de exercícios, ele tem efeitos benéficos sobre o sistema imune;

7) Diminua o consumo de açúcar, principalmente o branco. Algumas bactérias de alimentam dele e se reproduzem.

Vale lembrar, que as recomendações de nutrientes são específicas para cada pessoa e estado fisiológico. Somente um nutricionista poderá individualizar sua alimentação, mantendo o seu bem-estar.

Nutricionista Esportiva graduada pelo Centro Universitário São Camilo com extensão em Home Care e Neurobiologia da Ingestão de Alimentos, especialista na área de Obesidade e Emagrecimento pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
Certificada em Advanced Nutrition Specialist pela IFBB Academy.
Palestrante em diversos eventos e docente do curso técnico do Hospital Israelita Albert Einstein.
Dra. Isabelle Zanoni
Arquivo
Tag Cloud
Dra. Isabelle Zanoni :: Nutricionista Esportiva : Perdizes/SP

Eu posso lhe atender nos seguintes locais:

Consultório

Rua Fabia, 759 - Vila Romana

AP Academia

Rua Ribeirão Vermelho, 459 - Pirituba

Agende sua Consulta!

Telefone: (11) 99301-0889

contato@conceitovitamine.com

Para Consultorias em Saúde, Palestras, Eventos e Cursos, entre em contato por e-mail

Siga nas Redes Sociais a Isabelle Zanoni

Facebook Isabelle Zanoni
Instagram Dra. Isabelle Zanoni

Todos os direitos reservados.